Câmara de Vereadores diz não a mais dois Projetos de Leis da Prefeitura de Propriá

Câmara de Vereadores diz não a mais dois Projetos de Leis da Prefeitura de Propriá

Por unanimidade, vereadores de Propriá disseram não a dois projetos enviados pela prefeitura de...

Câmara de Vereadores diz não a mais dois Projetos de Leis da Prefeitura de Propriá
Presa quadrilha acusada de explodir banco de Porto Real do Colégio, propriaenses envolvidos

Presa quadrilha acusada de explodir banco de Porto Real do Colégio, propriaenses envolvidos

 Mesmo com a explosão, cofre dos terminais eletrônicos não abriu Um trabalho...

Presa quadrilha acusada de explodir banco de Porto Real do Colégio, propriaenses envolvidos
VOCÊ SABIA? Alvo de protesto nas ruas, gastos com a Copa dariam para contratar 2 milhões de professores

VOCÊ SABIA? Alvo de protesto nas ruas, gastos com a Copa dariam para contratar 2 milhões de professores

Brasileiros estão revoltados com os R$ 28 bilhões destinados ao torneio Os gastos elevados...

VOCÊ SABIA? Alvo de protesto nas ruas, gastos com a Copa dariam para contratar 2 milhões de professores
 Vereador Samuel apresenta PL que da nova denominação a logradouros público

Vereador Samuel apresenta PL que da nova denominação a logradouros público

Vereador Samuel Menezes O vereador Samuel Menezes (PSC), apresentou na sessão do dia 03 de junho,...

 Vereador Samuel apresenta PL que da nova denominação a logradouros público
 Vereadores pedem providências para inibir prostituição de crianças e adolescentes

Vereadores pedem providências para inibir prostituição de crianças e adolescentes

Vereador Marcos da Feira Vereadora Branca Enfermeira Os vereadores Marcos da Feira e Branca...

 Vereadores pedem providências para inibir prostituição de crianças e adolescentes
Vereador Jurandy chama atenção para possível fechamento de indústria no Município

Vereador Jurandy chama atenção para possível fechamento de indústria no Município

Vereador Jurandy Sandes O vereador Jurandy Sandes (PDT), usando a tribuna no grande expediente da...

Vereador Jurandy chama atenção para possível fechamento de indústria no Município
ZÉ AMERICO: UMA VAIA DO TAMANHO DO BAIXO SÃO FRANCISCO

ZÉ AMERICO: UMA VAIA DO TAMANHO DO BAIXO SÃO FRANCISCO

No Ginásio de Esportes da AABB, prefeito ouve o eco sonoro das ruas e recebe a maior...

ZÉ AMERICO: UMA VAIA DO TAMANHO DO BAIXO SÃO FRANCISCO

Posts Tagged With 'José Américo'

Na contra-mão da história, as contradições do prefeito de Propriá, José Américo Lima 0

Na contra-mão da história, as contradições do prefeito de Propriá, José Américo Lima

Enquanto que a CODEVASF e a imprensa nacional informam que a produção de arroz de Sergipe é a maior do país, Propriá extingue a Secretaria de Agricultura, numa prova inequívoca da falta de compromisso com o setor agrícola e a rizicultura


* por Claudomir Tavares

José Américo Lima cumprimenta o demista José João

O prefeito de Propriá, José Américo Lima (PSC) tem acumulado sucessivos escândalos, inversões de prioridades e trilhado a contra-mão da história ao administrar uma cidade com as dimensões e importância como a maltratada Princesinha do São Francisco na base do improviso, sem projeto político-administrativo e desvirtuando-se definitivamente da sua função de gestor, ao ignorar áreas imprescindíveis do ponto de vista político, econômico e social.

Depois de ter “passado a perna” literalmente na Justiça Eleitoral – que tardou e não pretende falhar, corrigindo a inobservância, quando Américo, devidamente condenado pela Justiça Federal em Alagoas e enquadrado na Lei da Ficha Limpa, por fraudes em licitações e estando inelegível por um período de oito anos, disputou (sabendo de sua condição de inelegibilidade) a eleição e, graças ao espólio do DEM (família Nascimento) e do PT da Boquinha (que não resiste a um cargo em comissão), elegeu-prefeito de Propriá (o termo não é reeleição, pois ele foi eleito vice-prefeito na chapa do ex-prefeito Paulo Britto).

Em seguida tentou enganar de forma condenável a sociedade propriaense como se tivesse diminuído de 17 para 7 o número de secretarias, quando na verdade ampliou de R$ 2,5 mil o salário dos secretários pagos em dezembro de 2012 para a marca absurda e imoral de R$ 6 mil que tenta a toda força pagar em janeiro de 2013, o que despertou, depois de alertado por este portal, os olhos do Ministério Público Estadual, na pessoa do promotor Dr. Peterson Almeida, está de olhos abertos (e arregalados literalmente) para os excessos do prefeito da cidade de Propriá.

Na verdade Américo aumentou escancaradamente os valores dos secretários, ampliou o número de diretores, coordenadores e criou dezenas de aspones (assessorias de p… nenhuma) para contemplar apadrinhados políticos, fruto de um amplo arco de apoio constituído para manter-se a todo custo a frente do prefeitura municipal – pelo menos até o dia em que o Poder Judiciário acatar a representação impetrada pelo Ministério Público Eleitoral.

  • A gente quer cultura, diversão e arte

Mostrando total desapego pelas questões culturais, desconhecendo a existência de um Conselho Municipal de Cultura e outros instrumentos aprovados nos últimos anos, o prefeito extingui a Secretaria Municipal de Cultura (e Meio Ambiente), uma das áreas mais produtivas de sua pífia administração; extinguiu também a Secretaria Municipal de Turismo, quando deveria empenhar-se em construir uma política de turismo para o município, uma das áreas pautadas pela ausência do poder público municipal.

  • É preciso entender que o1/2 Ambiente quer ser 1/1

Localizada as margens do Rio São Francisco, maior patrimônio natural do povo nordestino, o prefeito que tem caracterizado sua gestão negligenciando as questões ambientais, extinguiu a Secretaria Municipal de Meio (Cultura e) Ambiente, que era vinculada a Cultura, uma aberração, quando esta deveria ganhar autonomia e o município caminhar com sua própria política ambiental pautada na sustentabilidade.

  • Fora de Controle

Além disso, dando demonstração de quem não tem a menor intenção de ser controlado pela sociedade, extinguiu a Secretaria Municipal de Controle Interno, imprescindível para controlar os seus próprios excessos e sendo esta uma recomendação do Tribunal de Contras do Estado (TCE) e prevista na Lei de Acesso a Informação, cujo Porta da Transparência Municipal deverá ser colocado no ar forçosamente até o mês de maio de 2013.

  • Na contra-mão da História

E para ilustrar e calar definitivamente aqueles que vociferam em defesa do prefeito, provavelmente para justificar (o injustificável) vultosos vencimentos, o tiro de misericórdia com a extinção da Secretaria Municipal de Agricultura, quando semana passada a Codevasf anunciou que a Produção de arroz de Sergipe apresenta maior crescimento do pais, conforme noticiou este portal.

  • A caminho de Propriá

Depois da decisão do Juiz da Comarca de Carira que anulou a lei que elevava o salário do prefeito, vive-prefeito, secretários e vereadores, decisão semelhante será tomada nos próximos dias quando o juiz da comarca de Propriá deverá anular a “Lei da Farra” que elevou os salários para estes cargos na cidade ribeirinha. A decisão do colega de Carira virou uma espécie de jurisprudência e será como pedras de dominó.

  • Farra de diárias e congressos

Da mesma forma que o Ministério Público Estadual e o Poder Judiciário irá estender-se sobre os abusos dolorosos dos poderes Executivo e Legislativo em Propriá, e não vale dizer que é um ato legal, pois é além de ILEGAL e IMORAL, estas instâncias serão provocadas a respeito das abusivas diárias e participação de congressos (que não acrescentam absolutamente nada – aguardem matéria específica) de prefeito, secretários, vereadores que tem sangrado os combalidos cofres públicos desta cidade que tem crescido de rabo e cavalo pela falta de compromisso de parte significativa de seus representantes, a maioria deles eleitos graças ao uso e abuso do poder econômico.

  • Mensagem do dia:

“Entre a avareza e a prodigalidade está a economia, virtude que o homem honesto deve praticar.” (Paolo Mantegazza)


* Claudomir Tavares da Silva (44) é professor concursado da rede pública municipal em Pirambu e estadual em Propriá.  Licenciado em História, com aperfeiçoamento (concluído) e especialização (em andamento) em Gestão de Recursos Hídricos (todos pela Universidade Federal de Sergipe) é mestrando em Ciências da Educação (Universidad San Carlos/Assunción).

janeiro 19, 2013 in 2.POLITICA
Zé Américo participa de nova reunião no DNIT 0

Zé Américo participa de nova reunião no DNIT

O prefeito de Propriá, José Américo Lima se reuniu estatarde, (15), na sede do Departamento Nacional de Infraestrutura Terrestre (DNIT),com o engenheiro da empresa fiscalizadora do projeto de execução da obra deduplicação da BR 101, Edson Pazin.

joseamerico6A reunião é um desdobramento do encontro passado,ocorrido há pouco mais de oito dias com a direção do departamento, em que ogestor municipal trata de cinco questões importantes; a construção de umviaduto em frente à ponte que liga Propriá ao município alagoano de Colégio,uma passagem inferior de acesso ao distrito industrial da cidade, arevitalização dos bares e restaurantes próximos à ponte, que é um pontoturístico e melhorias na iluminação do local, além de um retorno de acesso aoprédio do Instituto Federal de Sergipe (IFS), que ainda será construído.

Edson Pazin explicou que o projeto prevê a construçãode um novo viaduto para o acesso aos bares e restaurantes próximos à ponte e aconstrução de um trevo, com pistas de aceleração e desaceleração, próximo aolocal aonde será construído o IFS. Quanto às outras reivindicações do gestormunicipal, isto ficará em um segundo plano.

Na avaliação do prefeito, José Américo Lima, a reuniãocom o engenheiro foi bastante proveitosa, já que, parte das reivindicações foiatendida. “O engenheiro nos garantiu que neste primeiro momento vai serconstruído o viaduto e o trevo de acesso ao IFS, porém a revitalização da iluminaçãoda ponte e a passagem inferior de acesso ao distrito industrial não serápossível. Diante disso, solicitamos novamente ao DNIT os pontos da reivindicaçãoque não fomos atendidos. Vamos continuar cobrando”, disse José Américo Lima.

Fonte: ASCOM/PMP

janeiro 16, 2013 in 2.POLITICA
Vice-governador Jackson Barreto faz duras críticas ao Prefeito José Américo 0

Vice-governador Jackson Barreto faz duras críticas ao Prefeito José Américo

vicegovernadorO vice-governador Jackson Barreto de Lima (PMDB), fez duras criticas ao prefeito de Própria, Jose Américo (PSC). Em seu mini-mlog, Jackson escreveu na tarde desta terça-feira (15), que o prefeito de Propriá é um “grande artista”, escreveu Jackson em seu twitter.

“Grande artista o Zé Américo, conseguiu enganar a Justiça, pois tendo sido condenado pela Justiça Federal no estado de Alagoas por fraudes em Licitações, e tendo os seus direitos políticos cassados por oito anos, conseguiu registrar sua candidatura em Propriá”, postou Jackson.

Segundo a postagem do vice-governador, o prefeito já havia sido condenado e cumpria pena alternativa. “Zé Américo já cumpria pena de prestação de serviços numa das escolas da rede pública. E a população pensava que era bondade no seu coração”, ironizou Jackson e continuou a alfinetar o prefeito. “Mas é como diz o velho ditado… A Justiça tarda mais não falha. Vamos ter segundo turno em Propriá”, postou Jackson afirmando que o promotor de Propriá já pediu a cassação do prefeito.

Munir Darrage

Através do seu microblog, Jackson Barreto faz duras críticas ao Prefeito de Propriá José Américo, leia abaixo os textos postados no twitter do vice-governador:

  • “O Promotor de Justiça de Propriá, segundo informações, já pediu a cassação do prefeito Zé Américo, do PSC, reeleito naquele município.”
  • “Grande artista o Zé Américo, conseguiu enganar a Justiça, pois tendo sido condenado pela Justiça Federal no estado de Alagoas por fraudes em Licitações, e tendo os seus direitos políticos cassados por oito anos, conseguiu registrar sua candidatura em Propriá.”
  • “Mas é como diz o velho ditado… A Justiça tarda mais não falha. Vamos ter segundo turno em Propriá.”
  • “Zé Américo já cumpria pena de prestação de serviços numa das escolas da rede pública. E a população pensava que era bondade no seu coração.”
  • “Mas na verdade, ele já estava cumprindo a condenação judicial. Menino sabido esse Zé Américo.”
  • “E o mesmo ainda teve a cara de pau de reajustar o salario dele para 24 mil reais.”
  • “O Promotor de Justiça de Propriá, segundo informações, já pediu a cassação do prefeito Zé Américo, do PSC.”

Retirado do twitter do vice-governador Jackson Barreto, abaixo o endereço do twitter:

https://twitter.com/jacksonbarreto_

 

janeiro 16, 2013 in 2.POLITICA
AMÉRICO: “O CAMPEÃO DE PROCESSO É JACKSON” 0

AMÉRICO: “O CAMPEÃO DE PROCESSO É JACKSON”

O prefeito de Propriá, José Américo, depois de ser alfinetado pelo vice-governador, Jackson Barreto, que o chamou de “artista” em seu Twitter, devido ao processo referente a sua situação eleitoral movido pelo MP que pede sua cassação, disse que “o campeão de processos não é ele, e sim o próprio Jackson”, lembrando inclusive o programa que exibiu o fato, CQC.

 Américo falou de sua tranquilidade quanto ao processo, assim como, disse está em paz com a sua consciência contra as declarações de que ele tenha enganado a justiça de Sergipe no ato do registro de sua candidatura.

 CERTIDÃO

 Sobre as certidões apresentadas no registro o prefeito falou da veracidade das mesmas, e que sua condenação foi paga de forma pública no colégio Cesário Siqueira, enfatizando que recebeu a decisão da sentença da justiça de Alagoas numa audiência com o próprio, Peterson, promotor que atendeu o precatório da justiça alagoana, o que atesta que não se tratou de enganação.

 Para constatar sua afirmativa, Américo apresentou ao Portal durante a entrevista uma Certidão atualizada da justiça de Alagoas, extraída na última segunda-feira, 14.

 DEFESA

 Américo também informou que estaria juntando a Certidão de Alagoas atualizada à sua peça de defesa com o seu advogado, como também, o termo de audiência quando esteve com o promotor para tomar conhecimento do precatório alagoano.

 Fonte: www.propriaense.com.br

janeiro 15, 2013 in 2.POLITICA
INSUSTENTÁVEL: Perda do mandato será inevitável 7

INSUSTENTÁVEL: Perda do mandato será inevitável

joseamerico5FONTE: TRIBUNA DA PRAIA
Analisando atentamente o pedido de cassação do prefeito de Propriá, José Américo Lima (PSC), protocolado pelo representante do Ministério Público Eleitoral (MPE), promotor Peterson Almeida (leia matéria), as chances de realização de uma nova eleição suplementar  é real.

É que os elementos elencados nos autos processuais são tão claros do ponto de vista do direito, insofismáveis do ponto de vista da sua existência, que não há da parte do Juizado da 19ª Zona Eleitoral como não dá provimento ao pleito do MPE e nem um recurso nas instâncias superiores caso seja impetrado, teria êxito.

Considerando que não há uma sobrecarga de processos decorrentes da realização das eleições municipais de 07 de Outubro de 2012, é provável que o deferimento do pedido aconteça mais cedo do que se possa imaginar. Pela queda de popularidade que acumula o prefeito Américo desde que conseguiu reeleger-se, a decisão está a caminho.


por Redação Baixo São Francisco

janeiro 09, 2013 in 2.POLITICA
José Américo: na mira da Justiça! Cassação à espreita! 0

José Américo: na mira da Justiça! Cassação à espreita!

joseamerico4O Ministério Público Eleitoral, por intermédio do Promotor de Justiça Dr. Peterson Almeida Barbosa, ajuizou Ação de Impugnação de Mandato Eletivo em face do prefeito reeleito do município de Propriá, José Américo Lima. Dias antes da eleição descobriu-se que o candidato fora condenando pela prática de crime contra a Administração Pública no Estado de Alagoas, o que o tornaria inelegível por 8 anos, segundo a Lei Complementar 135/2010, a Lei da Ficha Limpa.

De acordo com a tese construída por Dr. Peterson Almeida, houve uma situação de fraude contra o eleitorado, uma vez que, durante a campanha, José Américo vendeu à população ribeirinha uma imagem não condizente com a realidade. “Será que o candidato teria êxito, se a população soubesse de uma condenação por crime contra a Administração Pública?”, indagou o Agente Ministerial.

Passado o prazo para o registro de candidatura, depois de regularmente apresentada a documentação exigida, veio à tona a informação de que José Américo havia sido condenado criminalmente pela Justiça Federal (4ª Vara da Sessão Judiciária de Alagoas), com decisão transitada em julgado. A conduta foi enquadrada no artigo 90 da Lei n° 8.666/93 (Lei de Licitações), ou seja, frustrar ou fraudar o caráter competitivo do procedimento licitatório, com o intuito de obter vantagem decorrente da adjudicação do objeto da licitação. A pena de prestação de serviços à comunidade foi devidamente cumprida, mas, segundo o Promotor de Justiça, Américo não poderia ter disputado o pleito, pois estaria inelegível até 2019.

“Estamos diante de um novo paradigma, proveniente de uma legislação jovem, que se aplica pela primeira vez a uma eleição e, portanto, passível de lacunas nos regulamentos anteriormente utilizados para demonstração de idoneidade política por ocasião do registro de candidatura”, afirmou Dr. Peterson. Para ele, o requerido foi beneficiado por uma falha no sistema. Como o Brasil é um país de dimensões continentais e a legislação é nova, ainda não se pode aferir, com precisão, a situação de regularidade dos candidatos em âmbito nacional. “O que não quer a lei é a eleição de um representante maculado pela decisão que reconheceu a prática de um crime contra o patrimônio público”, completou o Promotor de Justiça.

O MP pede a cassação dos diplomas e dos mandatos do Prefeito e da Vice-prefeita, a designação de novas eleições e a remessa da decisão à Advocacia Geral da União (AGU). É que existe um Acordo de Cooperação Técnica, firmado entre o Tribunal Superior Eleitoral e a AGU, segundo o qual aqueles que derem causa a uma nova eleição deverão arcar com os custos.

Fonte: Ascom MPE/SE

janeiro 08, 2013 in 2.POLITICA
INVERSÃO DE PRIORIDADE: Propriá extingue secretarias de Cultura, Turismo, Meio Ambiente, Agricultura e Controle Interno 0

INVERSÃO DE PRIORIDADE: Propriá extingue secretarias de Cultura, Turismo, Meio Ambiente, Agricultura e Controle Interno

fonte: TRIBUNA DA PRAIA

Prefeito Américo desconhece a importância de se ter uma política específica para cada setor de tamanha importância


Enquanto municípios de menor porte e menos aquinhoado do que Propriá, distante 98 km da capital, Aracaju, investe não apenas na criação de secretarias específicas e naturalmente auto-sustentáveis, mas na edificação de políticas específicas, o prefeito José Américo Lima (PSC), através da Lei nº 614/2012, de 13 de dezembro de 2012, extingui as secretarias municipais de Cultura, Turismo, Agricultura, Meio Ambiente e pasmem os senhores, a de Controle Interno.

O argumento foi diminuir receitas, reduzindo-as para apenas sete e uma superintendência, o que não se justifica, pois dentro do novo organograma administrativo, a despesa com os cargos comissionados aumentaram consideravelmente, considerando os valores fixados anteriormente através da Lei 587/2012 de 09 de maio de 2012.

Aqui não estamos fazendo apologia à criação de aspones (nós sempre as combatemos), mas de pastas extremamente necessárias, dado o seu grau de importância política e social. Bastava para isso que Américo tivesse sido mais cauteloso e não apenas revogasse ambas as leis, como encaminhasse para a Câmara Municipal uma nova lei recompondo-se.

O fato de ter sido eleito com ampla maioria dos votos dos propriaenses, não lhe dá o direito de rebaixar setores importantes a modestas diretorias ou coordenadorias, e pasmem os senhores, inclusive a de Controle Interno, de vital importância para a administração pública. “Quem não quer o Controle Interno, não quer ser controlado”, confidenciou um ainda aliado do prefeito Américo.


por Redação

janeiro 08, 2013 in 2.POLITICA, CULTURA
RECUO: Repercussão negativa poderá levar Américo a revogar "Lei da Farra" que reajustou seu salário para R$ 24 mil 0

RECUO: Repercussão negativa poderá levar Américo a revogar “Lei da Farra” que reajustou seu salário para R$ 24 mil

Somados aos R$ 6 mil da sua esposa, Rosângela Lima, ele teria uma renda familiar de R$ 30 mil reais mensalmente, totalizando ao final do mandato quase R$ 1,5 milhão


 FONTE: WWW.TRIBUNADAPRAIAONLINE.COM

Acessadas por 1.728 leitores (posição até a meia noite de ontem, 06), a matéria intitulada ESCÂNDALO: Zé Américo aumenta seu salário para R$ 24 mil e massacra os servidores municipais, já é a mais acessada de 2013 e uma das mais acessadas desde que este formato do site está no ar em 2011.

A realidade é que, somados aos vencimentos da secretária municipal da Assistência Social, a senhora Rosângela Lima, sua esposa, o prefeito José Américo Lima (PSC) teria uma renda familiar mensal de R$ 30 mil mensais, o que resultaria anualmente em R$ 360 mil, totalizando ao final do seu mandato um acumulado de R$ 1.440.000,00.

A repercussão entre a sociedade propriaense ouvida pelo portal foi a mais negativa possível: 9 em 10 cidadãos reprovam veementemente este aumento abusivo aprovado pela legislatura passada, que resultou na Lei nº 587/2012 de 09 de maio de 2012, conhecida hoje na cidade como a malfadada “Lei da Farra”, elevando os salários de prefeito, vice-prefeita, vereadores e secretários, que arruinariam irreversivelmente os cofres públicos municipais, com os seus parcos recursos.

Ao prefeito Zé Américo – que não pretende reverter a aprovação popular alcançada nas urnas em 07 de Outubro de 2012 (o que não caracteriza a popularidade reivindicada pelos que o cercam), nem proporcionar as condições favoráveis a possibilidade real de cassação do seu mandato pela Justiça Eleitoral (não há necessidade de prova, pois os autos falam por si só), que dependendo da condição conjuntural o Poder Judiciário dará provimento ao pleito do Ministério Público Eleitoral – cabe revogar imediatamente a Lei da Farra, sob pena de ir parar nas páginas dos jornais deste país (material já está sendo encaminhado).

Preocupado com a repercussão negativa deste aumento injustificável tanto do ponto de vista do direito quando dos valores éticos e morais, já há uma disposição do presidente da Câmara Municipal, vereador Fernandinho Britto (PT), em não pagar os salários de R$ 6 mil, efetuando em janeiro de 2013 os valores firmados em dezembro de 2012, que eram de R$ 3,7 mil, já bastante elevados. Caso seja cumprida esta por enquanto intenção, aplausos para o parlamento municipal.

Ler mais: http://www.tribunadapraiaonline.com/news/recuo%3a-repercuss%c3%a3o-negativa-podera-levar-americo-a-revogar-%22lei-da-farra%22-que-reajustou-seu-salario-para-r%24-24-mil/

janeiro 07, 2013 in 2.POLITICA
ESCÂNDALO: Zé Américo aumenta seu salário para R$ 24 mil e massacra servidores públicos 0

ESCÂNDALO: Zé Américo aumenta seu salário para R$ 24 mil e massacra servidores públicos

Prefeito de Propriá vai ter salário maior que os de Salvador, Florianópolis e Palmas


A ganância do prefeito José Américo Lima (PSC), da cidade ribeirinha de Propriá, distante 98 km da capital Aracaju, não tem limites e calçado em uma reeleição que lhe deu um falso percentual de aprovação popular, ampliou os seus limites como se este fosse uma espécie de Rei Luiz XIV no auge do absolutismo francês que foi necessário uma revolução para derrubá-lo em 1879.

Enquanto descumpre descaradamente acordo firmado com os servidores públicos, a exemplo do que tem feito com os professores, guardas municipais e o conjunto das demais categorias, pisoteados desde o dia 02 de agosto de 2011, quando o rei, digo, o prefeito assumiu a prefeitura, este não tem qualquer pudor em aumentar seus vencimentos de R$ 14,8 para R$ 24 mil no final de dezembro de 2012.

Através do imoral, abusivo e inconstitucional Projeto que foi transformado em Lei Nº 587/2012, o prefeito aumentou acima da inflação que dará esmolas aos servidores públicos de Propriá (do qual Américo é o inimigo número 1), ele aumentou de forma injustificadamente seus proventos para valores que superam os vencimentos de

prefeitos de capitais, a exemplo de Florianópolis (SC), Salvador (BA) e Palmas (TO), que vão terão salários bem mais modestos, respectivamente R$ 19, 18 e 17 mil reais.

A sociedade, de forma individual e coletiva, o Ministério Público e o chamado 4º Poder (a imprensa), deve exigir a imediata revogação desta lei que se constitui em um escândalo nacional, um dos maiores da história política de Propriá, que além do estupro na receita do município, alegada por Américo como insuficiente (é mentira), ainda aumenta o salário dos vereadores e secretários municipais e da vice-prefeita.

A Câmara de Vereadores, mostrando está refém do prefeito José Américo, com raras e honrosas exceções, legislou em causa própria, pois os parlamentares pensando apenas em seus umbigos, aumentaram de R$ 3.700,00 (três mil e setecentos reais) pára R$ 6.000,00 (seis mil reais) e por tabela o salário da vice-prefeita Ninha da Feira (PP), que vai receber a bagatela de R$ 15.000,00 (quinze mil reais).

A alegação de que o prefeito deve receber 4 vezes o salário do vereador e de que a vice-prefeita, 2,5 o salário dos parlamentares, é uma aberração, pois o mais justo (e vamos questionar no Ministério Público, se Américo não se dispor em fazer revogando esta aberração) é que fossem concedidos aos membros do Legislativo e Executivo os índices do aumento do Piso Nacional Salarial, fechados em 9%.

O sensato é que, nos termos da art. 29, inciso V da Constituição Federal, o prefeito fosse menos voraz e fixasse um aumento que elevasse seu salário em 9 a 10%, elevando-o dos R$ 14.800,00 (quatorze mil e oitocentos reais) pagos até dezembro de 2012, para R$ 16.280,00 (dezesseis mil, duzentos e oitenta reais), logo estabelecendo para R$ 4.070,00 (quatro mil e setenta reais) o salário dos vereadores/secretários e em R$ 10.075,00 (dez mil e setenta e cinco reais) o salário da vice-prefeita.

Valendo-se da sua condição de cristão praticante, torcemos para que o prefeito José Américo possa rever sua atitude que lhe deveria doer na consciência e reconciliar-se com a moralidade, revogando esta lei, retroagindo a 1º de janeiro de 2013, encaminhando em caráter de urgência urgentíssima um novo projeto revogando a Lei nº 587, e fixando valores racionalmente aceitos quando da primeira sessão ordinária da Câmara Municipal em 19 de fevereiro de 2013.

O mais sensato era que tanto o prefeito, a vice-prefeita e o conjunto dos vereadores se dignassem em reunir-se extraordinariamente e sem receber nada além do que lhe é devido ainda em janeiro e corrigisse esta imoralidade aprovada pela Câmara Municipal em dezembro de 2012, antes que o pagamento fosse efetuado. Seria uma atitude louvável e que mereceria ser aplaudida de pé.

É imperativo lembrar que, enquanto o prefeito torra com a complacência dos vereadores, os parcos recursos públicos (alegados por eles) na farra dos salários, os servidores públicos municipais (estes as verdadeiras autoridades, pois entraram pelo democrático instrumento do Concurso Público, vão receber este mês o montante de R$ 678,00 (seiscentos e setenta e oito reais), conforme índice de 9% concedidos “generosamente” pelo Palácio do Planalto, corrigindo os índices oficiais (e nunca reais) da inflação.

Além do mais, o município de Propriá é auto-suficiente financeiramente e não cola o argumento de que sua receita é insuficiente, pois todos os municípios brasileiros, absolutamente, tem receitas compatíveis com suas necessidades, o que ocorre é que falta planejamento e gestão (e não estamos falando da necessidade de criação de aspone – assessoria de p… nenhuma – neste sentido), sendo a maioria dos prefeitos cercados de más intenções disfarçadamente.

Para que a sociedade possa entender a gravidade do que ficou conhecida como malfadada LEI DA FARRA, estamos iniciando uma série de artigos que irão dessecar seu conteúdo, o que ficará registrado necessariamente e forçosamente como um dos maiores escândalos na história política do Baixo São Francisco e consequentemente em Sergipe.

De nossa parte, não vamos nos calar, pois como disse Bertolt Brecht, “a omissão é o peso morto da história”.


por Claudomir Tavares

janeiro 05, 2013 in 2.POLITICA
Zé Américo e Ninha da Feira tomam posse em Propriá 0

Zé Américo e Ninha da Feira tomam posse em Propriá

joseamerico3O prefeito reeleito de Propriá, José Américo Lima (PSC) e a vice–prefeita, Josilene Lima (Ninha da Feira – PP) tomaram posse na tarde desta terça-feira, (1º), em sessão especial da Câmara de Vereadores, realizada no auditório do Colégio Nossa Senhora das Graças, na cidade ribeirinha. Na solenidade, estiveram presentes autoridades locais, a exemplo do ex-prefeito Luciano Nascimento (DEM) e integrantes da equipe de governo.

Em seu discurso, o prefeito enfatizou as ações já executadas no mandato anterior e afirmou que vai dar continuidade ao projeto de trabalho ao lado de uma nova equipe de gestores. “É tamanha a emoção que estou sentindo neste momento. Hoje se concretiza um novo tempo de desenvolvimento desta cidade que tanto amo. Esta é uma prova de que o povo acreditou no trabalho executado na nossa antiga gestão e precisa de mais quatro anos de desenvolvimento”, afirmou José Américo.

O gestor ainda fez questão de citar as ações já executadas, a exemplo de índices históricos do IDEB, que provam os avanços na Educação, além de mais saúde, políticas de assistência social, entre outras. “Agora, vamos dar continuidade às boas ações e pretendemos fazer já nos primeiros meses da atual gestão, a pavimentação de diversas ruas, construir um terminal rodoviário, ativar o tiro de guerra, urbanizar a lagoa de Zeca, para a construção de um espaço de lazer para a comunidade e tantas outras obras importantes. Tenho a certeza de que estamos no caminho certo e nestes próximos quatro anos vamos fazer uma administração ainda melhor, junto com a população”, destacou Américo.

Emocionada, a vice-prefeita Josilene Lima (Ninha da Feira) ressaltou que vai trabalhar incansavelmente ao lado do prefeito em prol da população. “Como sempre disse, serei uma vice-prefeita atuante e vou trabalhar incansavelmente para transformar Propriá em uma cidade modelo na nossa região. Como também, vou me dedicar ao meu povo, que me deu a confiança de administrar esta cidade ao lado do prefeito José Américo”, ressaltou Ninha.

T. Dantas

janeiro 03, 2013 in 2.POLITICA
José Américo e Ninha da Feira tomarão posse na terça 0

José Américo e Ninha da Feira tomarão posse na terça

joseamerico2

O prefeito reeleito de Propriá, José Américo Lima (PSC) e a vice-prefeita eleita, Josilene dos Santos Lima (Ninha da Feira – PP) vão tomar posse na próxima terça-feira, 1º de janeiro, para exercer os respectivos cargos, no período de 2013/2016. A solenidade será realizada, às 17h, no auditório do Colégio Nossa Senhora das Graças, na cidade ribeirinha.

O atual prefeito, José Américo Lima foi reeleito com 9658 votos, o que corresponde a 66,26%% dos votos válidos. Agora, o gestor vai dar continuidade aos projetos iniciados há pouco mais de um ano, quando iniciou o primeiro mandato.

T. Dantas- Faxaju

dezembro 27, 2012 in 2.POLITICA
MPE pede nova eleição em Propriá 1

MPE pede nova eleição em Propriá

joseamericoO Ministério Público Eleitoral (MPE) entrou com ação de impugnação de  mandato eletivo contra o prefeito reeleito no município de Propriá, José Américo Lima, e da vice-prefeita eleita, Josilene dos Santos Lima. De acordo com a petição do Promotor de Justiça, Peterson Almeida Barbosa, a documentação apresentada para a participação do mesmos no pleito eleitoral foi considerada elegível, mas às vésperas do dia da eleição, veio à tona a informação de que o candidato a prefeito teria sido condenado recentemente pela justiça de Alagoas.

“Em consonância com parâmetros estabelecidos pela Lei da Ficha Limpa, o prefeito eleito praticou crime contra a administração pública no Estado de Alagoas, o que o tornaria inelegível pelos oito anos seguintes, o impossibilitado de concorrer às eleições de 2012 em Sergipe”, destaca o documento, que também atesta uma falha do sistema ao não exigir certidões emitidas por todas as Seções Judiciárias que compõem a 5ª Região.

dezembro 21, 2012 in 2.POLITICA

Em Ofício Circular, Américo informa que não irá cumprir acordo firmado com professores

Prefeito se vale de Alerta nº 11/2012 do Tribunal de Contas do Estado, sem valor jurídico para que este parâmetro seja estabelecido


José América não honra compromissom de pagar o retroativo aos professores

Para manter-se na prefeitura de Propriá, o prefeito José Américo Lima (PSC) abarrotou o serviço público de contratações abusivas, os chamados cc’s, ou aspones (assessorias de p… nenhuma), ou cabo-eleitorais em potenciais para em seu nome, capar os votos necessários que pudessem suplantar seus adversários.

dezembro 14, 2012 in EDUCAÇÃO

DIPLOMAÇÃO: Ato marca a última etapa antes da posse dos eleitos em Propriá

Ao mesmo tempo em que marcou o último ato do Juiz Sérgio Menezes Lucas, que recebe Título de Cidadania Honorária de Propriá em 13 de dezembro próximo

Ninha da Feira e José Américo foram diplomados sexta-feira

O auditório do Fórum João Fernandes de Britto, em Propriá, distante 98 km da capital, Aracaju, ficou pequeno para receber o grande número de convidados que compareeram ao ato de diplomação do prefeito, vice-prefeita, vereadores e seus respectivos primeiros suplentes, no final da manhã da última sexta-feira, 07.

Uma mesa composta pelo juiz Sérgio Menezes Lucas, o promotor de justiça Peterson Almeida Barbosa, pelo padre Odair Francisco, a deputada estadual e presidente da Assembléia Legislativa, Angélica Guimarães, o prefeito reeleito José Américo Lima, o vereador reeleito João Fernandes de Britto e a senhora Amanda Souto, chefe do Cartório da 19ª Zona Eleitoral, dirigiu os trabalhos e efetuou a entrega dos diplomas conferidos por aqueles que fizeram merecê-los, o povo da cidade ribeirinha.

Além do prefeito José Américo Lima (PSC) e sua vice-prefeita Ninha da Feira (PP), foram empossados os vereadores Fernandinho Britto e Heldes Guimarães (PT), Aelson Publicidade e Jurandy Sandes (PDT), Marcos da Feira e Branca Enfemeira (PMN), Samuel Meneses (PSC), Genival Moreira (PTC), Mayara de Zé Neto (PSDB), Luan de Dr. Valberto (PMDB) e Nego de Marly (PtdoB). Também foram contemplados com diplomas os primeiros suplentes Tenente Bomfim (PSDB), Patrício Lessa (PMN) e Junior de São Miguel (PtdoB). Os demais, convocados que foram, não compareceram.

Utilizaram da palavra a deputada estadual e presdiente da Assembléia Legialativa de Sergipe, Angélica Guimarães, que resistrou sua amizade com o prefeito reeleito José Américo; o vereador reeleito José Aelson Santos, que representou na ocasião os colegas eleitos e reeleitos; o prefeito reeleito José Américo Lima que lamentou a saída da comarca do juiz Sérgio Menezes Lucas, ao tempo em que agradeceun pelo tempo em que esteve a frente do poder judiciário na cidade; o promotor de justiça Peterson Almeida Barbosa e o juiz Sérgio Menezes Lucas.

O representante do Ministério Público leu um discurso produzido com base em informações históricas e contemporâneas, enquanto que o representante do Poder Judiciário fez um discurso emocionado de quem despede-se da comarca, mas se prepara para receber na próxima quinta-feira, 13, o Título de Cidadania Honorária de Propriá, honraria que fez por merecer e fora aprovado por unanimidade pela Câmara de Vereadores.

por Claudomir Tavares | claudomir21@bol.com.br

dezembro 09, 2012 in 2.POLITICA

Prefeito eleito de Propriá será diplomado na sexta-feira

O Prefeito reeleito de Propriá, José Américo Lima (PSC) e a vice-prefeita eleita, Josilene dos Santos Lima (Ninha da Feira – PP) vão ser diplomados nesta sexta-feira, (07), para exercer os respectivos cargos, no período de 2013/2016. A sessão solene será realizado às 11h, no auditório Odilon Palmeira, no fórum da cidade ribeirinha.

T. Dantas Comunicação, Consultoria e Marketing

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
dezembro 05, 2012 in 2.POLITICA

Featured Posts

OUTROS TEMAS

Arquivo

ANUNCIE GRÁTIS: empropria@empropria.com

Previsão do Tempo

Flickr Stream


Hit Counter provided by Skylight